Menu

Notícias

02/12/2016 02:21h

O desenvolvimento na primeira infância: um panorama internacional

Imagem Noticia

“Temos que ter paciência para entender e explicar as emoções para as nossas crianças”, disse James Leckman, professor emérito da Universidade de Yale, que abriu o “I Simpósio Internacional: desafios na promoção do desenvolvimento na primeira infância”, realizado na última terça-feira (22/11). As palavras, resgatadas por ele, a partir da fala de uma mãe norte-americana, deram início às palestras sobre a situação mundial de quem vive o começo da vida, temática complexa e abrangente, que apresenta nuances diversas em cada país mas tem vários pontos em comum.

Leckman dá aulas no Centro de Estudos sobre a criança e também leciona pediatria na Escola de Medicina de Yale. É autor de um dos capítulos do livro “São Paulo Carinhosa: o que grande cidades e políticas intersetoriais podem fazer pela primeira infância”, no qual trata da promoção do desenvolvimento do bebê e da criança pequena, a partir da visão da neurociência. Durante o simpósio, Leckman falou sobre a formação do vínculo emocional da criança com seus cuidadores familiares e a importância dessa ligação para o bom desenvolvimento emocional e cognitivo, e o investimento nas relações pessoais no futuro.

_OGT9291b

Suna Hanoz, de Istambul,  falou sobre a experiência de 13 anos do empoderamento das mães turcas e apresentou dados que mostram a diferença resultante de se passar meros 30 minutos por dia com as crianças em casa. Coordenadora dos Programas Internacionais da Fundação de Educação Materno-Infantil de Istambul, ela acredita que “as crianças que recebem educação infantil são mais propensas a estarem prontas e serem bem-sucedidas na escola”.

O professor da Faculdade de Economia e Administração (FEA) de Ribeirão Preto, Daniel Domingues dos Santos, é orientando do professor James Leckman e se dedica à pesquisa e estudo do desenvolvimento da faixa etária de zero à seis anos. Em sua apresentação, defendeu a importância do desenvolvimento infantil saudável para o pleno aprendizado e a importância da  escolaridade da mãe para o desenvolvimento cognitivo da criança.

Coordenadora da São Paulo Carinhosa, Ana Estela Haddad apresentou a política municipal intersetorial, relatando a experiência, o esforço e os bons resultados dos investimentos na primeira infância da gestão do Prefeito Fernando Haddad. Ela lembrou dos Parques Infantis, que foram implementados na gestão de Mário de Andrade, quando Secretário de Cultura da cidade.

_OGT9441b

“A gente conta a idade da Educação Infantil no município de São Paulo a partir dos Parques Infantis de Mário de Andrade”,  disse Ana Estela, lembrando da alta qualidade desses espaços infantis, construídos ainda na década de 1930. O crescimento histórico no número de Centros de Educação Infantil (CEI), a diferença qualitativa na merenda escolar, a criação dos Parques Sonoros e das Viradinhas Culturais, especialmente pensadas e produzidas para as crianças, o programa de Visitas Domiciliares foram alguns dos destaques de sua fala.

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) sediou o evento, organizado pela Unidade de Psiquiatria da Infância e Adolescência (Upia), do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (UAB/Unifesp), sob coordenação da profª. drª. Maria Conceição do Rosário.

Ponto em comum entre todas as falas é o fato de ainda há muitas crianças no mundo que sofrem com abuso,  negligência, má nutrição, condições sociais e econômicas desfavoráveis e com a exposição à violência, seja doméstica, seja comunitária. Mas, como frisou o especialista Leckman: “Precisamos tomar medidas para tornar nosso mundo um lugar melhor para nossos filhos e para as gerações futuras. As próximas etapas incluem um compromisso de refinar, adaptar e implementar, de forma sustentável, programas parentais responsáveis, de valor comprovado em todo o mundo”.

 

*Fotos: Eduardo Ogata

 

Secretaria Municipal de Governo
Prefeitura de São Paulo
Viaduto do Chá, 15 - Centro
CEP 01002-020 - São Paulo - SP

Prefeitura de São Paulo