O Programa

O desenvolvimento infantil integral engloba as dimensões cognitiva, motora, emocional e social. Para que seja alcançado, e para uma infância feliz, cada bebê que nasce depende de cuidadores com quem possa estabelecer vínculos afetivos estáveis, de ambiente seguro e protegido e de nutrição adequada. Evidências científicas comprovam os efeitos devastadores, irreversíveis e com reflexos ao logo de toda vida, das situações de negligência e violência vivenciadas durante os primeiros anos de vida.

“A ambivalência da infância – presente e futuro – exige que cuidemos dela agora pelo valor da vida presente e que ao mesmo tempo mantenhamos o olhar na perspectiva do seu desenvolvimento rumo ao sentido pleno do seu projeto de existência. Para as crianças, mais importante do que preparar o futuro, é viver o presente, viver agora e na forma mais justa, plena e feliz (Plano Nacional pela Primeira Infância)”. Como poeticamente definiu a educadora e poeta chilena Gabriela Mistral: “Para elas não podemos dizer amanhã, seu nome é hoje.”

A família contemporânea tem se modificado, mas mantém-se como primeiro referencial de espaço de troca afetiva, instituição primordial de cuidado e educação dos filhos. A criança tem o direito à convivência familiar, essencial para a constituição da sua personalidade e à formação de vínculos afetivos. Qualquer forma de substituição da convivência familiar nos primeiros anos de vida deverá ser transitória.

Existe um provérbio africano que diz que “para educar uma criança é preciso toda uma aldeia”. Esta experiência, vista pelo educador popular Tião Rocha, em Moçambique, é assim descrita por ele: “Este aprendizado vivido em Moçambique mudou nossas vidas de educadores e passou a integrar nosso olhar institucional. Convocar a aldeia, a comunidade, toda a gente para educar bem todas as crianças, tornou-se uma obsessão para toda nossa equipe”.

Nenhuma sociedade poderá ser melhor do que aquilo que puder oferecer a cada uma de suas crianças. A equidade perseguida pelas políticas públicas se estabelece desde o princípio e a mais efetiva será aquela que puder proporcionar o mesmo ponto de partida para cada um dos seus cidadãos.

Com foco nas crianças e nessa fase tão especial da vida, a gestão municipal de São Paulo do Prefeito Fernando Haddad apresenta, junto ao Programa de Metas, a proposta da Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância (0 a 6 anos de idade) –o Programa São Paulo Carinhosa.